Fernanda Ellen e o grito surdo da dor

paz na cidade - luto2

Henrique França@RiqueFranca

“O silêncio como resposta e a esperança como aposta”. Foi com essa frase que comecei o esboço de artigo que deveria ser divulgado na semana passada, contando um pouco do caso da menina Fernanda Ellen e convidando pessoas a participarem do ato público que realizamos na sexta-feira 5 de abril, na praia do Cabo Branco, pedindo um consolo à angústia da família já há quase 90 dias sem a menina de 11 anos, desaparecida em 7 de janeiro deste ano. Há pouco, depois de receber alguns telefonemas, o silêncio foi rompido por um grito surdo de dor: o corpo de Fernanda foi encontrado enterrado no quintal de um vizinho. A resposta veio em seu tom mais amargo.

Sabe o que é olhar para os seus filhos e não saber como responder o porquê de tamanha brutalidade? Sabe o que é olhar para uma vida toda pela frente, um futuro lindo, um sorriso que pode contagiar o mundo e se imaginar sem isso, imagina-los privados do dom da vida? Não há como medir a dor de uma família nessa situação. Não é a ordem natural das coisas os pais enterrarem seus filhos – menos ainda quando sua descendência foi tirada do mundo pela violência gratuita, pela não valorização à vida, pelo desamor. Isso é desordem, é caos, retrocesso humano, inversão da linha de eventos, interrupção de doação de tudo o que reservamos para transmitir aos filhos a vida inteira.

Para quem não é da família, mas conheceu o sorriso de Fernanda pelas telas da TV, a impotência é o pior dos sentimentos – porque paralisa, mete medo, nos faz pensar duas ou mais vezes antes de sair de casa, de deixar os filhos na escola, até mesmo na possibilidade de ter ou não filhos! Um dia a minha cidade foi chamada “Capital da Tranquilidade”. Hoje, está no vergonhoso ranking entre as 10 mais violentas do mundo. Em meados do ano passado o Estado da Paraíba (do qual esta cidade é Capital) ocupou o terceiro lugar na média de assassinatos de crianças e adolescentes no Nordeste, segundo o Mapa da Violência.

Coincidentemente no mesmo horário em que lia notícias sobre o corpo de Fernanda Ellen, recebi via e-mail um texto que dizia “Paraíba registra redução de 6,3% nos homicídios no 1º trimestre do ano”. Parecem números positivos (ou não!), mas são apenas números. Para quem sofre a perda, estatísticas são inócuas, não aplacam a dor da ausência, não confortam o coração. Somos homens e mulheres, meninos e meninas cheios de vida. Não somos operações matemáticas ou planilhas numéricas. Desde há muito somos tomados por números, mas seremos únicos sempre – vida e esperança, sonhos e tristezas, medo e amor, prazer e alegria… algo que os números nunca alcançarão.

Na última sexta-feira, quando a frase que abre este texto deveria ter sido publicada, foi realizado o ato público “Onde Está Fernanda Ellen? – A Paraíba tem Fome e Sede de Justiça”, na orla de João Pessoa. Naquele instante, a pergunta vinha acompanhada do silêncio. Hoje não podemos imaginar o grito de dor de uma família que vê sua princesa brutalmente assassinada à flor da idade. Quantas Fernandas Ellens serão vitimadas até que todos – sociedade, gestores, líderes, pais, filhos, cidadãos – possamos gritar juntos um “basta” a tanta violência? Quando a pergunta “que sociedade é essa em que vivemos?” dará lugar a “em que sociedade queremos viver?”. Quando pensaremos “e se fosse comigo?” e decidiremos que Fernanda era mais do que filha de pais do Alto do Mateus – ela era filha de João Pessoa, da Paraíba, do País em que vivemos e pretendemos seguir criando nossos filhos. Há que se lutar, apesar do medo. Há que se falar não apenas denunciando violência, mas semeando paz. Há que se ter esperança, pois sem ela tudo perde o sentido. Hoje oramos ao Pai, à Paz, à Esperança. Faça o mesmo, cético ou crédulo. Porque, mais do que nunca, essa orAÇÃO precisa estar nos lares, nas escolas, nas ruas, no coração. #paznacidade

Anúncios

7 responses to this post.

  1. Posted by conservajornal@yahoo.com.br on 9 de abril de 2013 at 4:35 am

    quando é os juizes, que muitos se acham deus, outros tem certeza que, vao sair do marasmo do silencio e gritar pelo poder pubkico. essas leis de faz de conta que condena e logo premia é uma das causas. nos eua os crminosos vao quebrar pedra para garantir seus sutento. nos Brasil ficam na ociosidade. até quando. cade o MP que é tido como o guardiao da sociedade?

    Responder

  2. Posted by Ana Queila on 9 de abril de 2013 at 5:26 am

    Caro mestre e grande amigo, vc falou td e mais um pouco do que TODA A PARAIBA gostaria de dizer! Parabens, meu querido! Tenho mto orgulho de fazer parte do teu Rol de amigos! E vamos continuar, sim, na luta PELA PAZ! Abraco!

    Responder

  3. Posted by Bela on 9 de abril de 2013 at 1:01 pm

    Jonathan Lacerda,falou tudo. Só Deus pra nos ajudar e consolar essa família. Ainda bem que temos fé e esperança no Deus que TUDO pode, porque se esperarmos ações dos políticos “honestos” estamos perdido. Saúde,educação e segurança estar tudo uma escassez e quem sofre com tudo isso é a população e os políticos? eles estão em suas mansões vivendo no maior luxo.Pesquisem matérias sobre os hospitais Clementino Fraga e Guarabira,estão fechados por falta de renovação contratual e pagamentos aos médicos,isso é uma vergonha. Quem sofre com tudo isso? Claro á população.http://conexaodebate.com.br/noticia/3206/medicos-dizem-que-problemas-na-uti-do-clementino-fraga-foi-ocasionado-por-falta-de-salarios-e-contrato-com-o-governo.html

    Responder

  4. Posted by Bela on 9 de abril de 2013 at 1:10 pm

    Jonathan Lacerda
    SÓ OS HONESTOS IRÃO LER…

    E até quando isso vai acontecer? Até quando iremos perder crianças, jovens, adultos, idosos, homens, mulheres dessa forma? Porque os crimes só aumentam? Não adianta colocar culpa só em crack, maconha ou álcool sabem porque? Porque as leis que existem no Brasil são uma MERDA, os Políticos são uma MERDA eles são os verdadeiros culpado por tudo isso. Porque gastar R$ 7 bilhões em re-construções de estádios ? Para mostrar ao mundo lá fora a falsa realidade do Brasil? Eles fazem tudo que querem, a sociedade brasileira tem medo de enfrentar, a T.V aliena, faz o povo se apaixonar por Futebol, Novela, Samba e Sexo. E na hora de votar, favorecem os mais corruptos, hipócritas e sem caráter. CHEGA DE ENGANAÇÕES, CHEGA DE FAZER O POVO DE IDIOTA. Queremos um País com modernidades com tudo do bom e do melhor, mais antes disso tudo, precisamos ser um País justo, honesto e sem esses políticos que só ATRAPALHAM TUDO. Chega de hipocrisia e mostra a verdadeira cara “brasiú de merda” ! Justiça para o caso de Fernanda Ellen ! E que sumam os direitos humanos para os injustos.

    4Curtir (desfazer) · Compartilhar
    Você e outras 12 pessoas curtiram isso.
    Ver mais 1 comentário

    Josias de Sousa eu tenho medo até da minha sombra.
    há 10 horas · Curtir · 1

    Allan Leal Brasil lixo , esse marginal vai estar solto daqui a pouco pra matar outras pessoas…
    há 9 horas · Curtir · 1

    Josias de Sousa 5 a 7 anos ta na rua, ou menos a lei nao muda mesmo.
    há 3 horas · Curtir · 1

    Nan SB Não existe solução pra esses políticos corruptos por que os mesmos criam as leis.
    há ± 1 hora · Curtir · 1

    Responder

  5. Concordo, principalmente com o trecho final … “Porque, mais do que nunca, essa orAÇÃO precisa estar nos lares, nas escolas, nas ruas, no coração. #paznacidade) e tem que começar POR MIM…neste sentido me questiono:

    De tudo isso que está acontecendo, e o DESFECHO triste COM O FIM DA VIDA DE FERNANDA ELLEN, de forma tão brutal…o que mais me incomoda e me ANGUSTIA é buscar a RESPOSTA a minha insistente PERGUNTA…ONDE ERRAMOS??? O QUE DEIXAMOS DE FAZER???…COMO DIZ UM TRECHO DA MÚSICA…DO GRUPO “FRUTO SAGRADO”…

    O que na verdade somos?
    O que você vê quando me vê?
    SE O MUNDO AINDA É MAU O CULPADO ESTÁ DIANTE DO ESPELHO.

    O que na verdade somos?
    O que você vê quando me vê?
    PRA QUE SERVE A LUZ QUE NÃO ACENDE? NÃO ILUMINA A ESCURIDÃO!!!

    Essa parte da música me emociona muito e clamo a DEUS que ele livre as minhas mãos de derramar sangue inocente…PELA MINHA OMISSÃO…DAÍ VEM O HINO PERDÃO do nosso HINÁRIO…que cantá-lo num momento como esse…só posso mesmo PEDIR PERDÃO…por não ter feito o que eu DEVERIA TER FEITO…

    Se sofrimento te causei, Senhor.
    SE AO MEU EXEMPLO, O FRACO TROPEÇOU;
    Se em teu caminho, eu não quis andar, Perdão, Senhor.

    SE VÃO E FÚTIL FOI O MEU FALAR;
    SE AO MEU IRMÃO NÃO DEMONSTREI AMOR;
    SE AO SOFREDOR NÃO ESTENDI A MÃO, Perdão, Senhor.

    SE INDIFERENTE FOI O MEU VIVER;
    TRANQUILO E CALMO SEM LUTAR POR TI;
    Devendo estar bem firme no labor, Perdão, Senhor.

    Escuta, oh Deus, a minha oração
    E VEM LIVRAR-ME DE INCERTEZAS MIL.
    TRANSFORMA A MINHA VIDA ENTREGUE A TI.
    Amém, Senhor! Amém, Senhor!

    Responder

  6. Só nos resta chorar de dor e indignação.

    Responder

  7. […] (Inspirado daqui) […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: